Toda experiência missionária é um momento de sair de nós mesmo em uma busca do próximo. E não foi diferente da experiência missionária realizada no território da Paróquia Missionária São Francisco de Assis em Laranja da Terra.

Muitas vezes começamos a pensar que a missão só tem início no dia em que ela começa a se realizar, ou seja, na primeira ação. Mas na verdade ela começa pelo convite feito, pelo chamado, pela vocação. Nesse sentido, aproveito para agradecer desde já o convite realizado pelo Padre Marcelo Pádua, pároco.

A chegada em Laranja da Terra na sexta-feira, foi marcada pela acolhida do padre e de duas Irmãs Pobres de Jesus Cristo, mais conhecidas como Fraternidade O Caminho, de Vila Velha. Na ocasião nos foi apresentado sobre a programação daquele final de semana, 21 a 23 de abril.

No sábado pela manhã, deu-se início a ação missionária. Na ocasião, padre e eu visitamos uma família do setor São João Batista e as irmãs foram a uma outra comunidade chamada Bom Jesus, para visitar famílias e se encontrar os jovens. Esse dia foi finalizado com um momento de louvor, do qual participaram os membros da Renovação Carismática Católica.

Domingo foi o grande dia da missão! Nos reunimos na comunidade de São Luiz Gonzaga. Estávamos em cerca de 70 pessoas, dentre as quais: jovens, homens e mulheres, crianças e idosos. O dia foi dedicado as visitas pelas casas das famílias, dividindo os missionários em oito grupos.

Durante a visita no domingo, tive a graça de visitar algumas famílias católicas e também luteranas. Como foi bom ouvi-las! Uma riqueza única. Concluímos o dia com um momento de adoração ao Santíssimo conduzido pelas irmãs e logo após missa de ação de graças. O convite para esses momentos foram estendidos a todas as famílias.

Finalizo dizendo que essa experiência missionária fez a minha vocação se fortalecer com os momentos de oração, fé, testemunho, visitas e tantas outras coisas, ocorridas num pequeno e curto final de semana.

Gostaria de deixar minhas singelas orações ao ministério do Padre Marcelo Pádua e por toda a paróquia. De um modo especial agradeço também aos paroquianos que me acolheram com tanto carinho.

Meu coração salta de alegria só de lembrar!

Últimas postagens

1° Romaria Diocesana vocacional de coroinhas ao santuário Nossa Senhora da Saúde

Veja também

Férias de Julho: Pastoral, Formação e Recesso

Veja também

Vocação: Graça e Missão – “Corações ardentes, pés a caminho” (Lc 24,32-33)

Veja também

II Encontro Vocacional com os Candidatos ao Propedêutico 2025

Veja também
Ajude o Seminário