Neste último domingo (08), nosso seminário foi o ponto de encontro especial que reuniu por volta de 130 pessoas, entre familiares de nossos seminaristas, de nosso reitor, de nossa colaboradora e amigos do nosso seminário, tudo isso para celebrar a caminhada vocacional de nossos seminaristas.

O encontro começou com a recepção dos familiares, onde foram convidados pelos seminaristas a desfrutar de um delicioso café de boas-vindas. As conversas animadas e os sorrisos refletiram a atmosfera de alegria e gratidão que permeava o ambiente. Na oportunidade, os familiares que visitavam pela primeira vez tiveram a oportunidade de conhecer as dependências da casa, ouvindo as experiências de cada espaço de estudo, oração e convivência que se tornam necessários para cada seminarista.

“A festa da família no seminário é um momento de conhecer as famílias dos seminaristas, é proporcionar momentos de união, descontração e de amor. Um dia de fazer novas amizades. Com certeza essa confraternização vai ficar marcadas em nossos pensamentos e no coração de cada um.” Destaca, Joelma, mãe do seminarista Vinicius Rampineli, do 1º Ano de Teologia.

Em seguida, foi celebrada a Eucaristia, presidida pelo Pe. Paulo Sérgio Barbosa, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Penha e Diretor do grupo Cordis, na presença de todos os seminaristas, familiares e amigos, como ação de graças por esse encontro e pelo dom da vida de cada vocacionado e familiar. Pe. Paulo, no início da Santa Missa, relembrou que a família é aquela que reza primeiramente e incansavelmente pelo seu seminarista.

A celebração culminou em um almoço festivo, onde os presentes tiveram a oportunidade de confraternizar, partilhar e conviver. Como momento de encontro, aconteceu um bingo que resultou em risadas e torcidas.

A família é o berço e a base da vocação de nossos seminaristas, como destaca o seminarista Vinicius:

“O encontro que temos com nossa família a cada dois anos em nossa casa formativa é um sinal visível da importância deles em nossa caminhada vocacional. Nós mesmos, ‘distantes’ deles, não podemos perder nossas origens e essa ligação de pertença a eles, e eles pertencem ao nosso processo formativo, é uma maneira de eles conhecerem melhor o nosso caminhar e a formação conhecer nossa base.”

Rogamos a Deus por cada uma de nossas famílias, parte integral e necessária dentro do processo formativo. Que nossa Senhora Mãe da Igreja possa sempre interceder por cada família, fortalecendo a fé e o amor que reina em seus lares.

Vinicius Mantovani Rampineli – Seminarista do 1º Ano de Teologia

Últimas postagens

O mês de maio e a devoção mariana

Veja também

Peregrinos da Esperança: Mensagem do Papa Francisco para o 61º dia Mundial de oração pelas vocações

Veja também

Seminário participa dos festejos de Nossa Senhora da Penha 2024

Veja também

“Amou-nos até o fim” (Jo 13,1) – Espiritualidade da semana santa

Veja também
Ajude o Seminário