Estamos a pouco menos de dois meses da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), evento que vai reunir jovens de todo o mundo para celebrar a fé e construir pontes de amizade e esperança entre continentes, povos e culturas.

Nossos seminaristas Carlos Daniel de Souza Martins, Vinicius Mantovani Rampineli e Geisilan Barbosa dos Santos vão participar, pela primeira vez, do evento que acontece em Lisboa, Portugal, de 1º a 6 de agosto. Eles vão se juntar a mais de 400 mil jovens de mais de 120 países neste encontro que contará com a presença do Papa Francisco.

A gente bateu um papo com o seminarista Vinicius, que cursa o 1º ano de teologia, para saber quais são as expectativas dele para esse momento. Confira a seguir.

COMO DESPERTOU EM VOCÊ O DESEJO DE PARTICIPAR DA JMJ?

VINICIUS: Sempre me encantei por esse momento de graça para a Igreja peregrina que foi instituído pelo grande peregrino do amor, São João Paulo II. Lembro-me como se fosse hoje o início da JMJ 2013, no Rio de Janeiro. Isso fez crescer o desejo de um dia participar, mas não imaginava que estaria tão próximo.

COMO ESSE SONHO FICOU MAIS PRÓXIMO?

VINICIUS: Numa tarde, estava estudando em meu quarto e o seminarista Carlos Daniel chega e fala assim: “Vamos pra Jornada Mundial da Juventude, em Portugal?” E a partir disso começamos a traçar caminhos para o planejamento, mas achei que não sairia do papel. A organização começou a tomar uma projeção fora do pensamento, ir para os primeiros passos e com isso animou outras pessoas. Não há como não se interessar por esse momento de um novo pentecostes na vida da Igreja, que reúne jovens de todas as raças e nações e todos entendem a mesma língua que proclama Nosso Senhor Jesus Cristo.

QUAL A IMPORTÂNCIA DA JMJ NA VIDA DA IGREJA E DA JUVENTUDE?

VINICIUS: Vejo a importância principalmente na vida dos jovens, tanto para os que fazem a experiência real, como para os que acompanham de suas casas. A força que nossos jovens possuem mostra que nós não somos apenas o futuro, mas devemos ser o presente. Por estarmos em uma sociedade na qual o individualismo e o subjetivismo vêm crescendo, a jornada mundial é esse momento primordial de mostrar que possuímos princípio de comunhão e unidade, que é Cristo e a Igreja.

COMO A JMJ PODE INFLUENCIAR SEU PROCESSO VOCACIONAL?

Será um aprendizado vocacional e de vida. Vamos encontrar com o sucessor de Pedro, o Papa Francisco, que governa e nos conduz em nossa caminhada espiritual e pastoral. Isso já me dá uma energia de revigorar e a certeza de que estou em um processo de configuração para ser seu cooperador. Do mais, encontrar pessoas de diversos lugares do mundo, conhecer uma cultura, modos de ser Igreja diferentes e principalmente conhecer ainda mais Jesus Cristo para que possa amá-lo e servi-lo cada dia mais.

Últimas postagens

1° Romaria Diocesana vocacional de coroinhas ao santuário Nossa Senhora da Saúde

Veja também

Férias de Julho: Pastoral, Formação e Recesso

Veja também

Vocação: Graça e Missão – “Corações ardentes, pés a caminho” (Lc 24,32-33)

Veja também

II Encontro Vocacional com os Candidatos ao Propedêutico 2025

Veja também
Ajude o Seminário